Saiba qual vinho combina com cada massa

Saiba qual vinho combina com cada massa
28 de abril de 2017

Com a chegada do outono, as temperaturas tendem a cair. O friozinho, que já anuncia a chegada do inverno, abre o apetite para pratos mais quentes e pesados. É o caso das massas, que combinam sabor e sustância. Na Itália, país onde o macarrão é tão popular, é comum consumir o prato com vinho. Mas qual será o vinho que mais combina com cada tipo de massa? Não se preocupe, a Laurentia entende de vinhos e trouxe um guia completo para você não errar na hora de combinar a bebida com o prato.

Não existe uma regra para esse tipo de harmonização, mas há dicas simples de como combinar. O segredo é analisar o tipo de molho. No macarrão os molhos mais comuns são à base de tomate. Nesse caso, a experiência fica mais prazerosa se acompanhada de vinho tinto. Em pratos com molhos elaborados à base de queijos ou frutos do mar, o recomendado é o tipo branco. O importante é que os vinhos sejam leves e tenham acidez, sem muito álcool.

 

Para não ter erro, confira a lista de harmonização para cada tipo de molho:

 

Tomate

Tintos leves com pouca acidez e rosé em geral

Carne

Tintos mais encorpados

Queijo

Brancos encorpados ou tintos delicados

Frutos do Mar

Brancos e rosés em geral

Al Pesto

Brancos leves e frescos

Agora que você já está preparado para fazer a combinação certa. Buon apetito!

Dicas de harmonização de vinho para carnes
19 de abril de 2017

O vinho tem propriedades excelentes, que trazem benefícios a nossa saúde. Combinar a bebida com pratos é uma alternativa para aliar qualidade de vida à uma ótima refeição. Nesse caso, é importante saber com que tipo de vinho combina o seu prato. Confira as dicas de harmonização para carnes que separamos para você:

 

 

Carne branca grelhada ou acompanhada de molho leve

Para esse tipo de preparo da carne branca, a dica é servir um vinho branco seco ou tinto jovem (três a quatro anos após a safra). Em caso da carne branca ser servida com molhos mais fortes, o interessante é apostar no vinho tinto maduro (dez anos após a safra).

Carne vermelha grelhada ou acompanhada de molho

A carne vermelha pode aumentar o peso. Por isso, a dica é apostar em um vinho tinto médio encorpado. No caso de molho forte, a aposta é no tinto maduro.

Carne de peixe

Quando grelhado com molho leve, o peixe deve ser acompanhado de espumante brut ou branco seco. Já a carne servida com molho mais forte, a dica é harmonizar com vinho branco maduro ou tinto jovem. Peixes como bacalhau, salmão e atum combinam com tinto jovem ou branco maduro.

Agora que você já sabe qual vinho combina com cada tipo de carne. Aproveite e dê uma passa em nossa loja virtual, clicando aqui.

Descubra qual tipo da bebida harmoniza com a melhor parte da refeição
18 de abril de 2017

Uma boa refeição tem o seu valor e nada melhor do que encerrar ela com uma ótima sobremesa. Para acompanhar a última – e melhor – parte da refeição, opte por bebidas com o toque mais doce. A dica é escolher por branco doce ou fortificado. Já se você é fã de espumante, aposte no adocicado.

 

Para alinhar degustação com digestivo, a recomendação são os destilados com base de uva, como Cognac, Armagnac, Bagaceira ou Grappa.

Sete mitos e verdades sobre os benefícios do vinho para a saúde
10 de abril de 2017

Que o vinho faz bem à saúde, muitos sabem. Porém, há muitas mistificações sobre seus reais benefícios. Pensando nisso, a vinícola Laurentia separou uma lista com as sete características benéficas do vinho e suas explicações:

Um escudo natural

Segundo a Sociedade Europeia de Cardiologia, ao consumir uma taça diária de vinho, você pode reduzir em pelo menos 11% o risco de infecção por bactérias, que causam doenças como úlceras, gastrites, infecções e alguns tipos de câncer. Além disso, o vinho também não afeta o sistema imune.

Um aliado na perda de peso ou não?

Como tudo na vida, o vinho também engorda. Porém, dentre as bebidas alcoólicas, ele é a que possui menos calorias quando bebido moderadamente.

Potenciador do cérebro

O vinho evita a coagulação do sangue e reduz a inflamação dos vasos, ambos relacionados a memória. Assim, o vinho ajuda no processo de memorização, mesmo na terceira idade.

Calmante natural

O vinho pode melhorar a sua qualidade de vida e minimizar o seu stress. De acordo com a Universidade de Bostan, consumir a bebida, em moderação, melhora as emoções, mobilidade e o nervosismo.

Potencializador sexual

Consumir duas taças de vinho por dia pode aumentar o nível de desejo e satisfação sexual. Além disso, o vinho também diminui, em um terço, o tempo de espera de casais que estão tentando ter bebê.

Adeus dores e varizes

Beber vinho regularmente e com moderação, a partir das 40 anos, fortalece os ossos, veias e artérias, prevenindo problemas como osteoporose e varizes.

Aliado contra diabetes e colesterol

O vinho contém a substância resveratrol que traz benefícios a pessoas com tendência a ter diabetes. Além disso, duas taças diária da bebida diminuem o colesterol ruim e aumentam o bom. O ideal é alinhar o consumo de vinho a prática de exercícios físicos para potencializar seus benefícios.